Associação dos Produtores e Comerciantes de Sementes e Mudas do Rio Grande do Sul

Quinta-feira, 14/12/2017. Boa noite. Seja Bem-vindo(a)!

Bolsa de Sementes

Consulte aqui a disponibilidade de sementes de nossos associados.

Legislação

Consulte aqui a legislação sementes/agrícola.

Associados

Área Restrita.

Esqueceu a senha?

Triticultores semeiam primeiras lavouras no RS - 27/05/2013

As primeiras lavouras de trigo da safra 2013 já foram semeadas. Nas Missões, tradicional região produtora e onde historicamente inicia o plantio no Rio Grande do Sul, os agricultores estão optando, neste primeiro momento, por variedades de duplo propósito as quais permitem explorar o pastoreio e, no final do ciclo, ainda possibilitam a produção de grãos. Segundo o Informativo Conjuntural, elaborado pela Emater/RS-Ascar, devido às boas condições de umidade do solo e temperatura, essas primeiras áreas apresentam boa germinação e o desenvolvimento inicia vigoroso. Nas demais regiões onde a cultura é explorada, os trabalhos concentram-se na preparação do solo, como dessecação das plantas de cobertura, correção da fertilidade, etc. A intensificação do plantio deverá ocorrer nos próximos dias, com sua maior concentração ocorrendo entre os dias 15 de junho e 15 de julho, sendo finalizado até fins de julho, na região dos Campos de Cima da Serra.

Os agricultores avançaram na colheita do feijão 2ª safra e já atingem os 45% da área semeada. A produtividade média, até o momento, está em muito bom patamar, acima de 1,3 tonelada por hectare com boa qualidade comercial. Os preços estão estáveis, apresentando mercado comprador e com forte liquidez. Na média geral do RS, o preço da saca de 60 kg do feijão-preto ficou em R$ 132,55, mantendo tendência de alta, com aumento de 0,21% na semana, isso significa 36,4% acima do valor médio da série histórica geral e 35,4% superior ao valor do mesmo período do ano passado.

A qualidade e a produtividade das frutas cítricas estão muito boas, graças às boas condições climáticas ocorridas durante a fase de desenvolvimento, ou seja, primavera e verão, com a ocorrência de chuvas suficientes e bem distribuídas, que permitiu o crescimento regular das frutas. As condições climáticas do outono também têm sido benéficas, pois a ocorrência de temperaturas noturnas frias e diurnas amenas tem conferido uma coloração alaranjada à casca e ao suco, altamente atrativa ao consumidor.

No alho, a produção colhida está 90% comercializada e os 10% restantes, em fase de limpeza dos bulbos e debulha. A nova safra está em fase de preparo dos canteiros e aquisição dos insumos.

As lavouras de mandioca estão com desenvolvimento normal. Em andamento a colheita com boa produtividade e bom preço. A mandioca de primeiro ano passa a apresentar bom cozimento e comercialização. Produtores realizam o preparo de ramas para guardar para o próximo plantio, protegendo-as da geada.

De maneira geral, o estado sanitário e corporal do rebanho bovino de corte das regiões produtoras do Estado é satisfatório. No entanto, em alguns municípios começa a haver redução na oferta de alimento para os animais, especialmente os mantidos exclusivamente em áreas de campo nativo. Já está havendo perda de peso, pois, embora ainda ocorra oferta de volume razoável de pasto, a qualidade teve redução drástica devido ao frio, com aumento do teor de fibras e redução dos teores de proteínas e sua capacidade nutricional. Já as pastagens cultivadas anuais de inverno como aveia e azevém apresentam boa germinação, estabelecimento e desenvolvimento vegetativo, devido ao bom teor de umidade dos solos, sendo que algumas áreas cultivadas mais cedo já apresentam bom volume de massa verde em condições satisfatória para o pastejo dos animais.

Fonte: Emater/RS - Ascar www.emater.tche.br/site/noticias/noticia.php

Rua Apassul, 10, Bairro São Geraldo
Passo Fundo - Rio Grande do Sul - CEP 99025-130
Fone: (54) 3314-1799 / Fax: (54) 3314-6123
apassul@apassul.com.br