Associação dos Produtores e Comerciantes de Sementes e Mudas do Rio Grande do Sul

Quarta-feira, 23/08/2017. Boa tarde. Seja Bem-vindo(a)!

Bolsa de Sementes

Consulte aqui a disponibilidade de sementes de nossos associados.

Legislação

Consulte aqui a legislação sementes/agrícola.

Associados

Área Restrita.

Esqueceu a senha?

Rio Grande do Sul terá a melhor safra de verão da história - 14/03/2014

Durante Café da Manhã para a Imprensa, no Espaço da Emater/RS-Ascar, na Expodireto, foi apresentado o levantamento sobre as condições das lavouras para a safra de verão 2013/2014. O Estado deverá colher 27 milhões de toneladas de arroz, feijão, milho e soja. Se os prognósticos se confirmarem, está será a maior safra já colhida no Rio Grande do Sul.

Para o diretor técnico da Emater/RS, Gervásio Paulus, os números são otimistas e apontam para uma safra excelente. “Isso, apesar de algumas perdas localizadas devido à falta de chuvas, mas que foram compensadas em outras regiões.”

Devido as dificuldades quando da implantação das lavouras em algumas regiões e a irregularidade das condições meteorológicas verificadas até aqui, foram reavaliadas as estimativas das áreas plantadas e das produtividades esperadas.

No arroz, o levantamento confirmou o aumento da área cultivada em relação à safra passada, que deverá ser ao redor de 3%, projetando um total de 1,11 milhão de ha. A produção deverá ser maior que a do ano passado em 8,25%, por conta do aumento na produtividade de 5,21%, resultando em um total de 8,77 milhões de toneladas.

Já na soja o aumento na área plantada foi maior que o esperado inicialmente, chegando a um total de 4,90 milhões de ha (+3,74% em relação ao ano passado). Isso, aliado à excelente produtividade média estimada atualmente, projeta uma produção excepcional de 13,25 milhões de toneladas. Este número, se confirmado, colocará a atual safra de soja como a maior até hoje obtida no Estado, superando, inclusive, a do ano passado quando foram obtidas 12,76 milhões de toneladas, segundo o IBGE.

Pela primeira vez, a área cultivada com milho grão fica abaixo de um milhão de hectares. A redução, que já era esperada pela migração em direção à soja, ficou em pouco mais de 5%. “Os rendimentos poderiam ser maiores não fosse a ocorrência de estiagens e deficiência hídrica severa em algumas áreas localizadas, afetando o desenvolvimento e o potencial produtivo de algumas lavouras”, comentou o diretor Paulus. Apesar da irregularidade climática ocorrida, a produtividade desta safra (5.474 kg/ha), se confirmada, também será a maior até hoje alcançada no RS, podendo se esperar uma produção de 5,35 milhões de toneladas.

No feijão também foi confirmada a tendência de redução de área em relação à safra passada, ficando 5,11% menor. A produtividade, se confirmada (1.562 kg/ha), será a maior até hoje alcançada, possibilitando que a produção aumente em 15,42% em relação ao ano passado, apesar da diminuição de área, alcançando 78,4 mil toneladas este ano.

Os dados foram coletados na primeira quinzena de março e foram compilados pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar.

Fonte: Emater/RS - Ascar

Rua Apassul, 10, Bairro São Geraldo
Passo Fundo - Rio Grande do Sul - CEP 99025-130
Fone: (54) 3314-1799 / Fax: (54) 3314-6123
apassul@apassul.com.br